5 coisas que eu já quis ser

Compartilhar
Chiquitita
Tudo bem, pode ser clichê, mas confesso: eu desejei de verdade fazer parte das Chiquititas! Afinal, sabia cantar de trás pra frente a letra de todas as músicas e dançar. Sei até hoje, mas acho que isso não vem ao caso...
Minha mãe mandou fazer um uniforme para mim e eu adorava ficar fingindo que fazia parte da novela. Inventava altas histórias nas brincadeiras!
A parada foi tão intensa que quando eu soube do remake fiquei louca de vontade de me candidatar! haha


 

Atriz/Cantora
Na mesma época de Chiquititas, eu era viciada em várias outras novelas infantis. Assistia na programação do SBT em série, uma atrás da outra. Luz Clarita, Carinha de Anjo, Cúmplices de um Resgate, Amigas e Rivais, O Diário de Daniela... Em algumas delas, tinham partes musicais e bom, eu sempre gostei muito de cantar... Então sonhava que algum dia eu faria parte dessa turma e estaria atrás das telinhas. Enquanto isso não acontecia, eu fazia altas performances em casa mesmo! =)





Artista
Sempre gostei muito de inventar. Criar coisas, colocar em prática ideias. Artesanato, trabalhos manuais, desenhar, colorir, moldar. Então por muitos anos meu sonho era ser uma artista... Ou pintora... Ou desenhista... Até que um belo dia percebi que não levo jeito pra isso, pois dentre vários outros motivos, tenho a mão pesada e sou super ansiosa: quero terminar tudo no mesmo dia. Não tenho essa paciência para fazer todos os dias um pouquinho. Esperar por 24h até a pintura secar?! Tá louco, não dá pra mim não. Pego o secador de cabelo ou boto no sol. Preciso ver o resultado no mesmo dia.


Detetive
Investigação forense, perícia criminal... Sou um tanto quanto influenciável, é verdade. Depois de ler alguns livros de detetives e assistir muitos episódios de CSI (entre outras séries de investigação e filmes), meu novo sonho era ser detetive, claro! E bom, sabe como é essa vida de stalker, você vai stalkear um e acaba stalkeando 18 pra entender a história toda. O mais incrível é que eu achava que era realmente boa nisso, afinal de contas, sempre fui meio stalker e tinha uma facilidade enorme para descobrir qualquer coisa sobre alguém pela internet.



Aeromoça
Claro, não podia faltar o meu grande sonho de criança! Nasci no Sul e meus avós maternos moravam no Rio. Não me recordo da minha primeira viagem de avião pois ainda era bebê. Naquela época, viajar de avião era puro glamour. Foi amor à primeira viagem! Eu fiquei deslumbrada com aquele mundo: as aeromoças lindas e simpáticas, as poltronas flutuantes, as luzinhas, o cinto... Eu simplesmente adorava tudo: não podia perder nem mesmo um segundo das instruções, vibrava quando repetiam em inglês, adorava as refeições (naquela época eles serviam refeições de verdade, o omelete era incrível). Enfim, não foi difícil decidir: quando crescer quero ser aeromoça! Fico até hoje me perguntando como deixei isso passar, onde esse sonho se perdeu.


Esse post faz parte da Blogagem Coletiva do grupo Rotaroots, que tem o objetivo de resgatar a época de ouro dos blogs pessoais, incentivando a produção de conteúdo criativo e autoral, sem ser clichê e principalmente, sem regras, blogando pela diversão e pelo amor.

0 recordações:

Postar um comentário

Conte suas experiências e vamos recordar juntos!

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...